Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

"Empadão de bacalhau com pencas salteadas".

 

 

"Empadão de bacalhau com pencas salteadas"

 

Hoje, para descongestionar das imensas iguarias do Natal, visto que ainda ontem foi dia de Reis, lembrei-me de confecionar para o almoço um prato de bacalhau com pencas salteadas. É um prato fácil de preparar e depois de confecionado, fica um verdadeiro pitéu.


Ingredientes para o empadão:

 - uma posta de bacalhau do lombo (demolhado)
 - uma cebola pequena
 - dois dentes de alho
 - 1 kg de batatas (mais ou menos)
 - azeite de boa qualidade
 - 1 raminho de salsa
 - uma pitada de pimenta branca
 - margarina
 - uma gema de ovo
 - sal q.b.

 
 modo de preparação:

 

Numa pequena panela coze-se a posta de bacalhau. Depois de cozida, desfia-se para uma taça.
Numa panela grande cozem-se ao mesmo tempo as batatas e as pencas cortadas aos bocados temperadas de sal. Depois de cozidas as batatas tiram-se da panela, dispõem-se numa travessa e esmagam-se com um garfo juntando-se-lhes uma ou duas castanhas de margarina.
Num tacho, faz-se um refogado com a cebola, os alhos esmagados, salsa picada e uma pitada de pimenta branca (se gostar de colorau pode adicionar-lhe uma colher de chá).
Quando a cebola e o alho estiverem a ficar aloirados, junta-se o bacalhau desfiado e dá-se uma voltinha com a colher de pau para envolver tudo.
Em seguida, numa travessa funda de barro faz-se uma caixa com as batatas esmagadas e dentro dessa caixa deita-se o refogado de bacalhau e espalha-se. Tapa-se com o resto das batatas esmagadas, alisa-se e barra-se com a gema de um ovo batido.
Vai ao forno bem quente, e quando a gema do ovo estiver a ficar meia tostada, desliga-se o forno.


Ingredientes para as pencas salteadas:

 - pencas bem cozidas
 - bom azeite
 - três dentes de alho

 
 modo de preparação:

Num tacho, cobre-se o fundo com o azeite e deitam-se os alhos esmagados. Vai ao lume e quando os alhos estiverem meios aloirados, juntam-se as pencas depois de cozidas. Envolvem-se as pencas muito bem com a colher de pau. Colocam-se dentro duma terrina de barro com tampa e vai para o forno juntamente com o empadão para as pencas não arrefecerem.

Servem-se o empadão e as pencas ao mesmo tempo.

 

Recomendo um bom vinho maduro branco à temperatura ambiente.
Para sobremesa: fruta da época, como por exemplo (clementinas)

 

       ArtCar

 

 

 

publicado por Artur Cardoso às 22:36
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

Polvo à lagareiro

 

 

Fala-se tanto do polvo à lagareiro!.. 
Pois... já experimentei confeciona-lo de várias maneiras.
Como o próprio nome indica, "lagareiro". Quer seja preparado de umas ou de outras maneiras, leva sempre muito azeite.
Azeite de muito boa qualidade e preferencialmente novo.

          

          ingredientes:

 

- 1 polvo de 2 a3 kgs
- 5 dentes de alho
- 1 folha de loureiro
- muito azeite (de boa qualidade)
- 1 ramo de salsa picada
- batatas pequenas com casca
- 1 pitada de pimenta preta
- sal q.b.

 

 

   

          modo de preparar:

 

Numa panela coze-se o polvo durante 20 a 25 minutos, juntamente com um dente de alho, um fio de azeite e sal a gosto.
Quando o polvo estiver meio cozido, põe-se num tabuleiro de barro.
Assam-se batatas pequenas com casca num outro tabuleiro de barro com muito sal. Quando as batatas estiverem assadas, sacodem-se do sal e esmurram-se. Juntam-se ao polvo, dispondo-as de volta deste (polvo).
Numa taça, faz-se um molho com: muito azeite, cinco dentes de alho muito bem esmagados, uma folha de loureiro, uma pitada de pimenta preta e um ramo de salsa picada.
Regam-se o polvo e as batatas com o molho previamente aquecido e vai ao forno bem quente durante 10 minutos.

 

Nota: -serve-se muito quente com azeitonas pretas oxidadas.

   

       ArtCar

publicado por Artur Cardoso às 21:18
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nesta Noite de Luar!

. Um corre-corre!

. Como os poetas que cantam...

. Misterioso Tocante!

. Recordando... Inocentes s...

. Do meu jardim!

. Gosto do teu sorriso!

. Algo me dizia!

. Cada vez que olho a lua!

. A Poesia e a Alma do Poet...

.arquivos

. Agosto 2019

. Março 2019

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Agosto 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub