Segunda-feira, 19 de Outubro de 2015

Seu cabelo!

 

 

 

Gosto de ver o seu cabelo bem tratado

da cor do outono e do marmelo

longo cabelo ondulado

com um toque mágico e belo.

 

Adoro vê-lo assim exposto

com tanta graciosidade e leveza

cabelo de que tanto eu gosto

da cor de outono na natureza.

 

Faz-me lembrar as ondas do mar

o seu cabelo macio e acetinado

cabelo de outono a flutuar

parece um trigal doirado.

 

Poisa a minha vista embevecida

no seu cabelo a ondular

da cor do marmelo esmorecida

pelo sol de outono a madurar.

 

     ArtCar (Artur Cardoso)

 

(Poema de minha autoria).

publicado por Artur Cardoso às 16:06
link do post | comentar | favorito

Cais!

 

 

 

Zarpo em direção aos teus braços

no mar sereno e cheio de alacridade

onde os teus doces beijos e abraços

são a minha fonte de felicidade.

 

Navego rumo à tranquilidade do futuro

no qual as gaivotas são os teus beijos

os teus braços o meu porto seguro

e os teus olhos os meus fortes desejos.

 

Navego para ti no mar por onde vou

só por ti navego meu precioso tesouro

por ti e só por ti todo eu me dou

a navegar rumo ao teu ancoradouro.

 

À noite só tu e eu a contemplar a lua

juntinhos ao cais perto do teu farol

de dia a passear de mãos dadas na rua

e no cais debaixo do mesmo sol.

 

       ArtCar (Artur Cardoso)

 

(Poema de minha autoria).

publicado por Artur Cardoso às 16:04
link do post | comentar | favorito

No banco do nosso terraço!

 

 

 

Sussurra ao meu ouvido um poema de amor

um poema singelo que me faça adormecer

um poema sem raiva e sem dor

que toque no meu coração sem me aperceber.

 

Diz baixinho esse poema

lê-o devagarinho e sem pressa

é para mim de importância extrema

o poema que o teu coração expressa.

 

A noite vai ofuscando devagarinho

as pálpebras já me pesam de cansaço

lê o poema a sussurrar de mansinho

sentada no banco do nosso terraço.

 

     ArtCar (Artur Cardoso)

 

(Poema de minha autoria).

publicado por Artur Cardoso às 15:59
link do post | comentar | favorito

Trintona!

 

 

 

Trintona com desejos de menina

põe qualquer coração a palpitar

determinada a todos fascina

apenas com um só olhar.

 

Mas só um ela quer

um songamonga quedo

quando passa parece não a ver

ou é cego ou é lerdo.

 

Tem um especial feitiço de luta

de carácter doce e lascivo

embora de visão curta

só dele gosta por ser inofensivo.

 

E ela! Ai ela! Ela.

Toda se derrete como o açúcar

só falta puxa-lo pela trela

para ele a contemplar.

 

       ArtCar (Artur Cardoso)

 

(Poema de minha autoria).

publicado por Artur Cardoso às 15:53
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Outubro de 2015

Hino ao idoso!

 

 

 

Ser idoso é dar apreço à tranquilidade

é ter força de vontade para continuar

depois de inquietudes e responsabilidade

é ter paz para da vida desfrutar.

 

A mobilidade é mais limitada

os idosos ainda têm muito para dar

a sabedoria que está guardada

para aos mais novos ensinar.

 

Ser idoso é ter direitos a redobrar

para nunca se sentir solitário

e para a sua vida amenizar

com o que por direito lhe é necessário.

 

     ArtCar (Artur Cardoso)

 

(Poema de minha autoria).

publicado por Artur Cardoso às 17:13
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nesta Noite de Luar!

. Um corre-corre!

. Como os poetas que cantam...

. Misterioso Tocante!

. Recordando... Inocentes s...

. Do meu jardim!

. Gosto do teu sorriso!

. Algo me dizia!

. Cada vez que olho a lua!

. A Poesia e a Alma do Poet...

.arquivos

. Agosto 2019

. Março 2019

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Agosto 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub