Sexta-feira, 14 de Outubro de 2011

"Beijos de Amor"

 

                                             "Beijos de Amor"

 

 

 

Beijos de amor são os meus desejos

para saciar esta tão grande dor

que prende forte a minha paixão,

matar a sêde com os teus beijos

da fonte de onde brota o teu amor

e de amor encher o meu coração.

 

 

.............................................................

 

 

Bebo teus beijos para me deleitar

dão êxtase a este pobre que os proclama

sofregamente por ti sequioso,

só os teus beijos me fazem consolar

sedento coração em chama

que pulsa dentro dum peito desejoso.

 

 

.............................................................

 

 

Tenho securas dos teus lábios cor de ébano

são os desejos desta sêde insaciável

da ternura dos braços que me prendem,

quero teus beijos! porém sou humano

dita este meu coração incansável

que só tu e eu o compreendem.

 

   ArtCar

 

(Poema de minha autoria que dedico com carinho a quem deseja beijos de amor).

publicado por Artur Cardoso às 19:25
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Agostinho Azevedo a 19 de Outubro de 2011 às 10:54
Bom dia Sr. Artur.
O beijo é o símbolo do amor , da paixão e da felicidade. Este é um gesto importante em qualquer relação, quando este gesto se perde a felicidade começa a desmoronar-se, é como uma árvore que não é regada vai secando, vai morrendo dia após dia.
Um Abraço Agostinho Azevedo.
De Artur Cardoso a 20 de Outubro de 2011 às 11:37
Estou de acordo com as suas bonitas palavras.
O beijo é a alma do amor.
Assim como a água é a seiva da terra.
Obrigado meu amigo pelas suas palavras sábias.

Um abraço de amizade,
Artur



Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nesta Noite de Luar!

. Um corre-corre!

. Como os poetas que cantam...

. Misterioso Tocante!

. Recordando... Inocentes s...

. Do meu jardim!

. Gosto do teu sorriso!

. Algo me dizia!

. Cada vez que olho a lua!

. A Poesia e a Alma do Poet...

.arquivos

. Agosto 2019

. Março 2019

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Agosto 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub