Segunda-feira, 19 de Março de 2012

"Pai, apetece-me voar, sonhar!"

("Dia do Pai" - Esta é a minha modesta homenagem ao meu querido Pai, que já partiu quando eu era ainda muito jovem)

 

 

 

    "Pai, apetece-me voar, sonhar!"

 

 

Apetece-me voar, sonhar!..

voar tão alto como o pensamento

contemplar as estrelas, sonhar, voar!..

alto, tão alto, como neste momento.

 

......................................................

 

Pai! és eterno, estás no Céu....

faltou-me, era eu pequenino

hoje, quantas saudades me deu!..

para voar, num sonho de menino.

 

.....................................................

 

Hoje, o dia tem mais sabor!..

porque és sempre relembrado,

e voar, voar com mais amor!..

neste sentimento redobrado.

 

.....................................................

 

Pai, Pai há só um!..

na força da razão e da realidade,

como ele, não à mais nenhum!..

quero sonhar, voar até à eternidade.

 

    ArtCar

 

(Poema de minha autoria, muito sentido e escrito para este dia. Dedico-o a todos os pais do mundo.... Aos que já partiram e aos que estão entre nós).

publicado por Artur Cardoso às 18:59
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Agostinho Azevedo a 20 de Março de 2012 às 13:06
Olá Sr. Artur;
Poemas com a qualidade de sempre.
Um abraço.
De Artur Cardoso a 20 de Março de 2012 às 14:41
Boa tarde sr . Agostinho,
Muito obrigado pela bondade que me dirige. Quanto à qualidade dos meus poemas, que posso eu dizer sobre o que escrevo!..
Tento escrever o melhor que sei, indo ao encontro do gosto da minha família e meus amigos, tentando agradar-lhes o melhor possível.
Um abraço de amizade,
Artur

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Nesta Noite de Luar!

. Um corre-corre!

. Como os poetas que cantam...

. Misterioso Tocante!

. Recordando... Inocentes s...

. Do meu jardim!

. Gosto do teu sorriso!

. Algo me dizia!

. Cada vez que olho a lua!

. A Poesia e a Alma do Poet...

.arquivos

. Agosto 2019

. Março 2019

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Agosto 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub